O filme Quase Samba e Democratização do Cinema Brasileiro

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

QUASE SAMBA, dirigido por Ricardo Targino, conta a história do último mês de gravidez de Tereza (Mariene de Castro), uma cantora de rádio dividida entre dois homens que acreditam ser o pai da criança: um hacker (João Baldasserini) e um miliciano (OTTO). Ao particular duelo entre os dois pretendentes, soma-se Shirley (Cadu Fávero), o fiel escudeiro da cantora, um crossdresser com quem Tereza mora e já cria seu primeiro filho.

quase samba

O filme tem como cenário uma periferia imaginária, um pequeno universo de uma grande cidade, mas onde caberia um Brasil inteiro. Seus personagens são inspirados em novas formas de afeto, de experiência de cidade e trabalho, de família. E em suas relações, aparecem questões sociais relevantes como núcleos de afeto longe do convencional, violência contra a mulher, o machismo arraigado na sociedade, a experiência de cidade com suas milícias e periferias violentas, a luta cotidiana pela vida.

Produção: Bananeira Filmes
Distribuição: Vitrine Filmes

Quase Samba é #CulturaContraOMachismo, #CulturaContraOPreconceito,#CulturaContraAViolência.

Também é #DemocratizaçãoDoCinemaBrasileiro!

O filme estreia 11 de junho nos cinemas e também em circuito alternativo. SEJA UM EXIBIDOR, participe desta rede!

https://quasesambafilme.wordpress.com/
Assista ao trailer: http://bit.ly/quasesamba

Comentários

Comentários

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Faça parte da nossa rede!

Fique por dentro que tudo que fazemos nos seguindo nas redes sociais!

   

Powered by WordPress Popup