Quando a visibilidade não paga as contas

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Por Monique Evelle

Eu fico super feliz quando um preto ou uma preta está ganhando o reconhecimento que merece ganhar.  E ao mesmo tempo preocupada, porque tenho visto e conversando com pessoas incríveis que não conseguem pagar as contas apenas com visibilidade e likes nas redes sociais.

Lembro da época que a única coisa que eu tinha era visibilidade e as pessoas me abordavam da seguinte maneira:
 
Compre isso aqui na minha mão, porque você pode, você tá famosa!

Eu dava risada para não chorar. Mas hoje entendo que mesmo podendo ou não, eu decido o que quero fazer com o dinheiro que ganho. Mas é isso né Brasil, as pessoas relacionam aparição em sites famosinhos, programas de TV e afins, com dinheiro na conta. Que equívoco!

É muito louco ver também pessoas que acreditam piamente que apenas contar sua história de vida vai sustentar seu projeto, ideia ou negócio. Preocupante, né? Se não estudar sobre o tema,  se não entender que existe um contexto muito maior além do próprio umbigo, a história de vida de um será ligeiramente trocada pela história de vida de outro. Isso acontece fácil e visível. Só ir em eventos de empreendedorismo , principalmente, empreendedorismo social. Às vezes o projeto ou negócio da pessoa está parado a anos e a pessoa só tem essa história pra contar.

Hoje posso dizer que fiz um tripé que me deixa confortável quando as contas chegam:

1. Visibilidade: jornais, revistas, sites e só.

2. Credibilidade: não fiquei e não fico falando apenas das minhas criações. Estudo constantemente os assuntos que permeiam meus projetos. É muito diferente.

3. Dinheiro: militância não é minha profissão, não é meu emprego. Ganho dinheiro com as empresas que tenho e exercendo a profissão de jornalista.

 Chegar no terceiro ponto não é simples, não é fácil e muitos vão usar o discurso da meritocracia pra tentar justificar o sucesso de alguns. Mas não adianta nada você querer apagar a luz do coleguinha se a sua não vai ficar acesa.

 
O que é preciso entender nesse universo de “tudo vira notícia”, que nem sempre a personagem da notícia está nadando em dinheiro. E o seu julgamento pode alimentar um ciclo de ilusão ou contribuir para uma possível depressão não diagnosticada. Esse recado é válido tanto para os seguidores, para os amigos e para família.

Comentários

Comentários

Monique Evelle

Idealizadora do Desabafo Social

Faça parte da nossa rede!

Fique por dentro que tudo que fazemos nos seguindo nas redes sociais!

   

Powered by WordPress Popup