Da Caverna ao Parlamento

maio 14, 2016
Gabriel Leal
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

07_53_03_901_file

Por: Carlos Junior Churra’s 

Todos esses dias tenho me lembrado daquele antigo e sensacional desenho intitulado Caverna do Dragão, você lembra? Aquele em que um grupo de crianças e adolescentes em um passeio de montanha russa, vão parar em mundo alternativo, onde adquirem armas mágicas e tendem a lutar para voltar ao seu mundo, mas para isso, contam com a ajuda do Mestre dos Magos, e ainda necessitam lutar contra o inimigo chamado Vingador. Nunca vimos no Brasil o final deste desenho, mas pelo que pesquisei na internet aquele que dizia que era o homem bom, que ajuda aquelas crianças e adolescentes a voltarem a seu mundo, nada mais era que um manipulador, que apenas queria ter seus interesses e defesas garantidas e usou muito bem aquela molecada. – Que loucura!

Ai você se pergunta: – Bem, mais o que isso tem haver querido escritor de um texto sem noção (esse sou eu)? Simples resposta, afinal o Mestre dos Magos que dizia ter as pistas para que eles pudessem voltar a seu mundo, nada mais era aquele que só enrolava a molecada para ter seus interesses pessoais e de um pequeno grupo assegurado. Conseguem entender o quero dizer? Alguém que dizia ser a solução, nada mais era que o maior inimigo e propulsor de risco para aquela galera.

Por que desta introdução, que pode até gerar críticas por quem gosta do desenho (fiquei frustrado ao ler o final do episódio e ver o bom mestre dos magos ser um interesseiro, que ao invés de abrir um portal pra galera “vazar”, ele deixa no ar a volta para casa deles)?

Vamos lá, eu hoje o comparo ao indivíduo Michel Temer, o atual presidente interino que sempre se escondeu quando na vice-presidencia atrás dos seus reais objetivos, interessava ele estar lado a lado na foto, quando não era de seu agrado, ele some do nada. Nas minhas mais loucas brisas e analises comecei a notar essa semelhança inédita entre o Mestre dos Magos e Michel Temer, onde os dois, nos mais diversos episódios de seus mundos, guiavam apenas seus interesses, utilizando apenas os outros como as ditas massas de manobra em defesa de seus interesses, prometendo um futuro e uma saída melhor, mas no final isso não existe e apenas só se remete ao passado e início de uma caminhada pior que a passada.

Quem se posiciona contra o processo de impeachment (processo instaurado com base em denúncia de crime de responsabilidade contra alta autoridade do poder executivo, regrados pelos artigo 85 da Constituição Federal de 1988), já é taxado de governista, como quem se posiciona a favor recebe o titulo de coxinha. O que analisaremos aqui não é uma defesa partidária um único partido, afinal, foi em nome da dita Governabilidade que este determinado partido se alinhou à maior junção de crápulas em uma mesma organização também partidária, um dia apanharam deles e delas na luta pela democracia, e hoje até dias atrás andaram juntos para governar. Mas nessa caminhada se planejou um grande golpe. Digo golpe, pois, se existem culpados por esta grande crise política e econômica, o maior propulsor dela tem lado, pensamentos e ideologias que não defendem as trabalhadoras e trabalhadores de fato, as ditas minorias que são maiorias do país, o povo em geral, onde todos têm direitos, embora certos grupos ainda precisem de muita luta para que os direitos sejam de fato efetivados no dia-a-dia.

Nos últimos anos, grandes avanços nas políticas sociais foram vistas e utilizadas pela população mais carente, como a ascensão econômica das classes de baixa renda, o acesso as universidades, as cotas e politicas raciais, e legislações que garantissem mais direitos para a igualdade social das ditas ”minorias”;. Enfim, tudo isso acontecendo enquanto ao lado alguns escândalos de corrupção andam na surdina nos meios políticos. A Presidenta Dilma Rousseff, deu a liberdade para que a polícia federal tivesse autonomia para fazer suas investigações, o grande cenário de corrupção explodiu drasticamente, o caos político/social começa a se instaurar, afinal não só políticos, mas empreiteiros, juízes, fulanos e cicranos foram denunciados. Daquele momento em diante, quem antes estava sendo a parte boa do mestre dos magos, virou as costas e começou a articular com o maior derrotado de toda história política do país, chamado carinhosamente por minha pessoa de “Abominável Homem das Neves”. Este se juntou ao lado mal do Mestre dos Magos e começaram então a articulação de um grande golpe parlamentar, onde a cada dia e debate notamos a grande guerra no campo das ideias que fazem as emoções se intensificarem, levando ao extremismo, aprofundando o ódio entre as classes e levando discordâncias politicas a agressões físicas. Esse momento dividiu o pais em dois grandes polos, os que são favoráveis ao impeachment e os que são contra, ainda entre estes existem os que não têm uma compreensão plena da situação e procuram se desprender da discussão e não fazer uma reflexão sobre toda esta polemica.

Não precisamos de fato apoiar este governo, pois este mesmo tendo proporcionado uma ascensão social importante, cometeu diversas falhas e omissões, onde a pior delas foi ter se afastado de sua base e deixado de dialogar com as massas, mesmo avançando na criação também de secretárias especificas, pensar planos de reformas e ações tão importantes, não foi capaz de materializar em ações efetivas. Afinal, ainda índios não tiveram suas terras demarcadas, a polícia esta cada vez mais violenta, o extermínio da juventude das periferias ainda acontece de forma truculenta provocando o extermínio em massa da juventude preta e pobre, e tantos outros problemas sociais instalados pertencentes a esta sociedade exploradora e opressora dos moldes capitalistas, o qual a luta de base dos movimentos sociais tem sido a resistência de luta.

Um caos, sem lado a se olhar, sem espaço para respirar… E para piorar o que já esta ruim, é nesses momentos que surgem um povo (que deveria não surgir) muito mais louco que se pode entender, pedindo a volta dos militares, da separação territorial do Brasil, a legalidade do porte de arma e outras atrocidades malucas. Povos dentro de um único povo, que no meu ponto de vista reflete no congresso nacional um cenário totalmente conservador, maluco, passível de estudos psiquiátricos e sociológicos para se entender, como temos cada parlamentar ruim e crápulas piores que os outros. Assistimos em diversos locais do país e do mundo uma votação histórica, conduzida por um gênio maligno, crápula, bandido, gangster, que não citarei seu nome, pois me enojo de dizer que aquilo foi presidente da câmera federal, guiando maleficamente uma votação sem noção, ridícula, onde se foi posto os interesses pessoais de cada parlamentar presente (diga-se de passagem que foi uma coisa inédita pois eles mal pisam na “casa do povo”), eram as maiores convicções de seus discursos pomposos, vazios de conteúdo e conhecimento e apenas refletindo o quando, o conservadorismo tende a aumentar e dominar nosso singelo país.

Não sei se tudo isso tem como culpa central a péssima educação que temos, onde mal conhecemos nossa historia, onde não sabemos o que é cada tema e cada palavra falada, como fascismo, socialismo, comunismo, golpe, democracia, entre tantas outras que deveríamos ter gravadas e conceituadas em nosso conhecimento. Não sabemos, criticamos e achamos normal. Não temos nem noção daquilo que chamamos de “o melhor para o Brasil” onde apenas acusamos a saída de um partido do poder, achando que todos os males e a corrupção iriam acabar.  Seria o fim da era das trevas e iriamos de fato avançar nesta sociedade.

Acompanhei fielmente (em meio a uns cochilos) as falas dos senadores, uma mais louca que a outra no bom e mal sentido da palavra, ódio e a contundência em palavras carregadas de preceitos e interesses pessoais. Ficou votado assim o afastamento da Presidenta, um dia a ser lembrando na história, onde todas as criticas devem ser feitas a gestão deste partido, mas a Legitimidade o qual esse governo foi eleito não pode ser considera comum e democrático. Mais 54 milhões de cidadãos e cidadãs brasileiras e brasileiros elegeram com méritos e duvidas este governo, o qual minimamente pensou nas ditas minorias que são sim as maiorias de um pais ainda desigual, que tende a aprender ainda a ser democrático, mas GOLPE, não só contra a democracia, é contra os movimentos sociais, os ministérios, as ações de formação politica e social e esse movimento não se pode aceitar. Devemos levantar o debate, a mobilização, e a maior arma do movimento será o campo das ideias, onde apresentaremos a todos onde está a raiz desse mal, desse golpe que vira para reduzir nossos direitos.

A-9Mestre dos Magos ou o Michel Temer assumirá o poder com seus possíveis ministros sendo investigados na operação lava jato e em outros escândalos, e nesse ponto cito ainda que o maior agressor de manifestantes e estudantes e ex-advogado do crime organizado, ira assumir o ministério da justiça (meus amigos do Brasil e do mundo que nunca apanhou da PM de SP agora sentiram como é complicado isso – Vamos rir pra não chorar). Os direitos estarão em aviso prévio e logo mandados embora, fora os Ministérios que já tem data para acabar…

Enfim o Mestre dos Magos sempre deixou uma frase para os jovens do desenho e depois sumia para não sei onde, mas era pra tramar seu plano de manipulação, Michel Temer deixou um recado para todos nós ao assumir esse governo: – Iremos construir uma ponte para o futuro! Prontamente analisei e como aqueles jovens do desenho, onde interpretei a fala e cheguei a resposta final: – A dita ponte para o futuro, nada mais é que o caminho para o abismo sem fim.  #VamosLutar #DesabafoSocial

Comentários

Comentários

Faça parte da nossa rede!

Fique por dentro que tudo que fazemos nos seguindo nas redes sociais!

   

Powered by WordPress Popup