Crianças, adolescentes e adultos participam da Conferência Estadual DCA em Ribeirão Preto

ago 20, 2015
Lucas
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Foram seis dias de muito trabalho em Ribeirão Preto. O primeiro trabalho começou na quinta-feira com a VI Conferência Lúdica dos Direitos da Criança e do Adolescente (DCA), que terminou no domingo. Porém, no mesmo dia já começou os trabalhos da X Conferência Convencional DCA, que terminou no final da tarde de terça-feira.

A última Conferência DCA em Ribeirão Preto aconteceu há 10 anos, ela ficou marcada pela Carta de Ribeirão, no qual exigia do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente (CONDECA) a criação da Conferência Lúdica, com um formato e metodologia infanto-juvenil.

 

Conferência Lúdica

A VI Conferência Lúdica DCA, voltada para criança e adolescente, depois de um inicio conturbado com a leitura do Regimento Interno, desenvolveu seus trabalhos de forma produtiva e tranquila, com propostas de fortalecimento de grêmios escolares e mecanismos de participação infanto-juvenil.

O grande destaque da Conferência Lúdica ficou para o último dia, quando as crianças e adolescentes fizeram a leitura da Segunda Carta de Ribeirão, onde responsabilizava o Governo Estadual em ampliar a participação deles dentro do processo da Conferência.

Além disso, o Secretário Estadual de Assistência e Desenvolvimento Social, Floriano Pesaro, fez um discurso, mas foi vaiado pela plenária em dois momentos, por se colocar a favor do aumento de internação e responsabilizar a família pelo jovem ir à criminalidade. Após o encerramento, o Secretário foi cercado pelos delegados da conferência para esclarecer sua fala e tirar um compromisso junto ao Governo de São Paulo em ampliar a participação infanto-juvenil.

Conferência Convencional

A X Conferência Convencional já começou com polêmica. Ainda quando a mesa de trabalho estava sendo composta, o representante do Fórum Estadual DCA subiu levando uma bandeira com a mensagem contra a redução, causando uma reação na plenária com gritos o apoiava. Ainda na mesa, o anúncio do Secretário Estadual Floriano causou uma sonora vaia.

Depois da mesa de trabalho, foi feito a leitura do Regimento Interno, que começou às 20h e terminou às 00:30, por que a plenária teve dificuldade em chegar num consenso na escolha de delegados para a fase nacional.

No dia seguinte o debate dentro dos grupos foi muito produtivo. Já no último dia, segundo a programação, a Conferência iria acabar antes do almoço, mas só foi encerrada depois das 17h, com a plenária quase vazia. A proposta que chamou mais atenção foi a desmilitarização, que até provocou gritos da plenária como: “Não Acabou, tem que acabar, eu quero o fim da polícia militar”.

Crédito do vídeo: Geisa Andreia

Comentários

Comentários

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Faça parte da nossa rede!

Fique por dentro que tudo que fazemos nos seguindo nas redes sociais!

   

Powered by WordPress Popup