Relação escola – comunidade | Vamos falar de educação

ago 05, 2015
Elias Lourenço
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

Boas práticas merecem todo o reconhecimento possível, ainda mais se o objetivo for transformação social a partir de iniciativas inclusivas e motivadoras, é que tiramos o chapéu com toda certeza! Em Maceió, uma instituição pública de ensino, vem mobilizando alunos, professores, pais e a comunidade em geral em prol de um bem em comum, o aprendizado.

1795651_335549953260787_3154061643258856961_n

A Escola Estadual Geraldo Melo dos Santos, grande parceira do Desabafo Social, tem sido um exemplo em Alagoas quando o assunto é leitura, música e arte. O Projeto Gerarte – como é chamado o evento literário – a cada edição envolve mais pessoas e instituições, melhorando o índice de desenvolvimento da educação e sendo um grande aliado no enfrentamento à evasão escolar.

Diante dos ótimos resultados obtidos, conversamos um pouco com a organizadora do evento, Carla Marinho, diretora adjunta da escola.

Confira:

Desabafo Social: Carla, qual é a importância do Gerarte para a comunidade em geral?

Carla Marinho: É de extrema importância uma vez que obtemos sempre um bom relacionamento com nossa comunidade ao atravessarmos os muros da escola. Este projeto vem mostrar o que produzimos de melhor dentro da instituição, fazendo um intercâmbio de interação e levando conhecimentos para todos.

SAM_6682

Desabafo: Qual será o tema deste ano? Pode comentar um pouco sobre ele?

Carla: Após muitas campanhas nas redes sociais de nossos alunos, decidimos embarcar neste projeto e fazer acontecer sua 4ª edição, onde a proposta deste ano buscará conhecer histórias mitológicas espalhadas no mundo todo, o Gerarte 2015 terá como tema: MITOLOGIA NOS QUATRO CANTOS DO MUNDO, onde o objetivo principal é resgatar a história e comparar com acontecimentos atuais onde o mito e o real se encontram.

Desabafo: O evento literário está em sua quarta edição, isto só revela a adesão da maioria dos alunos quando é proposto abordar arte, literatura, dança, dramaturgia, enfim; sempre trabalhando dentro e fora da sala de aula, como a direção analisa isto?

Carla: A direção é o primeiro meio de intercâmbio entre os alunos, onde a proposta sai da mesma e é debatida entre os docentes que nesta quarta edição indicaram o tema que foi muito bem aceito posteriormente, enfocando o que poderia ser abordado. A ideia de projeto envolvendo leitura, música e arte partiu da direção visando a aquisição de novos conhecimentos através de mecanismos que estimulam o aluno a pesquisar, buscar, criar e mostrar!

Desabafo: A realização de eventos grandes como o Gerarte precisa contar com a ajuda de parceiros e instituições sensibilizados com a causa. Quem chegará junto para somar forças, além do Desabafo?

Carla: É muito importante lembrar que este projeto é sempre desafiador, pois requer muitos gastos, e como é de conhecimento dos alunos e de toda a comunidade, nossa escola não recebe recursos federais desde 2012 por conta da falta de prestação de contas da gestão anterior e, até hoje o processo encontra-se no Ministério Público Federal aguardando alguma providência. Mesmo assim, decidimos nunca cruzar os braços e sempre acreditar que somos capazes com muita força de vontade. Nada é fácil, más temos grandes parceiros que sempre abraçam nosso projeto e nos ajudam como podem. O principal colaborador é o aluno(a) que não mede esforços em fazer acontecer, também temos a AMGR (Associação de Moradores do Graciliano Ramos) que nos ajuda com tudo que é preciso no decorrer do evento, outra parceira é a Empresa de Água Mineral NATURALLIS que fornece toda a água do evento, temos o vereador de Maceió, Silvânio Barbosa, que nos ajuda sempre na locação de estruturas usadas no evento e por fim nossa querida comunidade através de pais que também faz sua parte contribuindo com ações que visam ajudar o próximo, dentre outros parceiros que contribuem com divulgação, apoio moral, etc.

Desabafo: Em todas as edições anteriores o Gerarte brilhantemente promoveu ações de âmbito social e solidário. A comissão organizadora já tem em mente a intervenção proposta para este ano?

Carla: Com certeza, além da ação de melhoria de nossa escola, como a conservação do patrimônio, teremos também a pintura do muro escolar com figuras que simbolizem paz, união e família. A ação principal será a arrecadação de brinquedos dentro de nossa comunidade para doação a crianças carentes na época natalina, montaremos uma barraca que convidará os visitantes a fazerem suas doações. Iremos sugerir agasalho, alimentos e brinquedos.

IMG_20140322_172420053_HDR

Desabafo: E para finalizar a entrevista, agradecendo desde já a sua disponibilidade em nos atender, qual frase melhor define o Gerarte?

Carla: Vou citar uma frase que eu mesma escrevi logo após ver tantos alunos mobilizados para que este projeto não deixasse de acontecer: “A FÉ E A PERSEVERANÇA É CAPAZ DE MOVER MONTANHAS E FAZER ACONTECER, UMA FAMÍLIA NÃO PRECISA SER DE SANGUE PARA SER UNIDA, PRECISA SER COMO NÓS, ÚNICA E VERDADEIRA!”.

Carla Marinho

Comentários

Comentários

1 Comment. Leave new

carolina pierre
22 de outubro de 2015 20:31

bom diria que o colegio van goghe um colegio muito mal em sem plar nao converse nem coloque seu filho nesta escola porque tem costume de acusar sem tem prova e este e bem o tipo dessa escola e eu carolina de 12 anos falo por conta de um passeio hoje no kidzania foram o terceiro que eu sei no shopping eudorado tome cuidado porque esse tipo de gente pode te acusar

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Faça parte da nossa rede!

Fique por dentro que tudo que fazemos nos seguindo nas redes sociais!

   

Powered by WordPress Popup