Audiência Pública da CPI do Genocídio da Juventude Negra e Pobre acontece na ALESP

jun 24, 2015
Lucas
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 LinkedIn 0 Filament.io 0 Flares ×

No dia 22 de junho aconteceu, na Assembleia Legislativa de São Paulo, a Audiência Pública sobre a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Genocídio da Juventude Negra e Pobre do Brasil. O evento contou com a participação de diversos movimentos sociais e lotou o Auditório Franco Montoro.

Os movimentos sociais coletaram e entregaram documentos aos parlamentares que denunciavam as mortes dos jovens negros no Estado de São Paulo. Durante a fala de Douglas Belchior, houve uma intervenção artística de jovens com batuques e gritos de guerra contra a redução da maioridade penal e contra a Polícia Militar.

20150622_194032

A dinâmica das falas, mediadas pelo deputado federal Orlando Silva, foram divididas entre os movimentos sociais que estavam compondo a mesa com os participantes da plenária. As histórias que os oradores contavam se repetiam, principalmente quando se tratava da violência do Estado contra a população e da falta de políticas públicas nas áreas mais pobres.

A ideia desta CPI é coletar o máximo de documentos e declarações pelo Brasil para montar, assim, um relatório consistente e, em seguida, desdobrar em ações para diminuir a violência contra os jovens negros e pobres do Brasil.

 20150622_193037

Sobre a CPI

Nem todos os deputados federais que compõem a CPI têm esse diálogo com os movimentos sociais. Muitos deles estão na CPI para descontruir a ideia de genocídio (como se as mortes dos jovens negros e pobres fossem coincidência). Contudo, estes deputados não participaram da Audiência na ALESP, já que seriam rechaçados pelos movimentos sociais que estavam presentes.

Comentários

Comentários

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Faça parte da nossa rede!

Fique por dentro que tudo que fazemos nos seguindo nas redes sociais!

   

Powered by WordPress Popup